Charles Sheldon

Charles Monroe Sheldon nasceu em 1857 e cresceu em Dakota, EUA. Filho de pastor, Charles fora incentivado a ler diariamente a Bíblia, desabrochando nele, desde cedo, uma profunda paixão pela literatura. Aos 12 anos, começou a contribuir para um jornal de Boston. Em seguida, surgiram dezenas de pequenas obras e centenas de artigos para revistas e jornais. A influência de seu pai pôde ser percebida também na vocação pastoral. Formado pelo Andover Theological Seminary, Charles marcou seu pastorado por iniciativas inéditas à época, disseminando clubes de leitores, jardins de infância (experiência trazida da Alemanha), ministérios com trabalhadores e apoio aos pobres.

Charles dizia que "pregava o evangelho para as pessoas simples". Quase 100 anos antes do movimento dos direitos civis, Charles Sheldon fazia questão de estar e servir entre a população negra. Aposentou-se do púlpito em 1919, mas continuou trabalhando como editor por diversos anos. Em 24 de fevereiro de 1946, faleceu aos 89 anos, vítima de derrame. Sua obra mais popular, Em seus passos o que faria Jesus? tornou-se o nono livro mais vendido da história.