• Seu carrinho de compras está vazio.
Subtotal: R$ 0,00
Abrir carrinho 0 item

autores

Por ordem alfabética

A B C D E F
G H I J K L
M N O P Q R
S T U V W X
Y Z        

detalhe do livro

  • Por: R$ 34,90
compra segura

  • Reportar link quebrado
  • Enviar por e-mail
  • Imprimir

sinopse

O marco do pensamento cristão do século XX "Chesterton (1874-1936) faz neste livro uma autobiografia espiritual, em que o núcleo da crença cristã se apresenta como suficiente arcabouço para conferir sentido à existência humana." O Estado de São Paulo "Um século depois de sua aparição, o livro mantém todo o seu frescor e novidade."Marcelo Coelho (Folha de São Paulo) "Um verdadeiro `tour de force`, em termos de inteligência e de humor."Moacyr Scliar (Folha de São Paulo) "Publicado em 1909, Ortodoxia é a melhor síntese de seu pensamento sobre a religião."Revista Veja "Leiam, por amor à inteligência, Ortodoxia, que acaba de ser relançado pela editora Mundo Cristão."Reinaldo Azevedo "Uma eloqüente apologia do cristianismo contra as filosofias e doutrinas do início do século XX."O Globo "O ensaísmo de Chesterton me atrai por sua arte argumentativa."Daniel Piza (O Estado de São Paulo) Numa época em que a Europa dava os primeiros passos para tornar-se uma sociedade pós-cristã, um intelectual de grosso calibre, cansado do cinismo reinante e do fascínio despertado por novas idéias, resgata o núcleo da fé cristã como arcabouço suficiente para dar sentido à existência humana. Ao contar sua jornada espiritual, G. K. Chesterton faz saber à intelligentsia européia da primeira metade do século XX que o socialismo, o relativismo, o materialismo e o ceticismo estavam longe de responder às questões existenciais mais profundas. E quando questionado sobre as aparentes contradições da fé cristã, Chesterton era um mestre em valer-se do paradoxo para apresentar a simplicidade do senso comum. Seu jeito despojado, seu estilo incisivo e a facilidade de rir de si mesmo tornaram célebres seus debates com intelectuais da época, como George Bernard Shaw, H.G. Wells, Bertrand Russell e Clarence Darrow. Dono de uma pena arguta, sutil e envolvente, Gilbert Keith Chesterton deixou marcas inesquecíveis em mestres da literatura como Hemingway, Borges, García Márquez e T. S. Eliot. Como se não bastasse, seus textos influenciaram decisivamente líderes de movimentos de libertação como Michael Collins (Irlanda), Mahatma Gandhi (Índia) e Martin Luther King (Estados Unidos). Cem anos depois, Ortodoxia é um clássico da literatura que merece (e deve) ser revisitado.

ficha técnica

Código: 10575
ISBN: 978-85-7325-505-8
Código de barras: 9788573255058
Páginas: 264
Tamanho: 14x21
Categoria: Espiritualidade
Ano: 2008

opinião do leitor

  • Excelente

    Ortodoxia 27/3/2008 17:04:19

    Vera Lucia Lopes (lopesveralucia@yahoo.com.br) , SÃO PAULO-SP

    Maravilhoso!!! Escrito numa época onde idéias e ideais "modernistas e vãs filosofias" não levava o homem a nada, Chesterton nos mostra de forma clara e simples nossa crença no cristianismo.

  • Excelente

    O óbvio onulante... 29/1/2008 12:03:46

    Reginaldo Lins (rlins7@hotmail.com) , BELO HORIZONTE-MG

    Em meio a frivolidade da fé cristã e a "mercantilização" do evangelho cristocêntrico, ORTODOXIA vem como um revigorante poderoso para a debilidade teológica de muitos transeundes do Cristianismo. No amor do Mestre, Sem. Reginaldo Lins Igreja Presbiteriana do Brasil.

  • Excelente

    Vale a pena..... 18/1/2008 19:39:09

    rene almeida nascimento (rennee_27@hotmail.com) , SAO PAULO-SP

    O século XXI tem sido caractérizado por uma relativisação e banalização do Absoluto. A obra de Chesterton combate este pensamento niilista,demonstrando de forma objetiva a ortodoxia da Palavra de Deus em detrimento da relativisação que marca o pensamento pós-moderno. Um obra que precisa fazer parte de toda biblioteca particular dos cistãos e simpatizantes do Evangelho...

Topo