Skip to content Skip to footer

“A sala de espera de Deus”, esperança para quem está enfrentando momentos difíceis

Novo livro de Lisânias Moura traz uma mensagem inspiradora para quem está meio à dor

A Mundo Cristão acaba de lançar A sala de espera de Deus: O caminho do desespero para a esperança, novo livro de Lisânias Moura, pastor, bacharel em Ministério Pastoral e mestre em Teologia pelo Seminário Teológico da Dallas (EUA). Na emocionante obra, Lisânias convida o leitor a entender que, apesar das dores e dos desapontamentos inevitáveis da jornada da vida, existe um Deus que sempre abre caminhos de saída quando nos sentimos abandonados ou encurralados pelas dores e lutas. À medida que explora lições contidas no livro do profeta Habacuque, o autor entrelaça com grande maestria histórias reais ouvidas ao longo de seu ministério pastoral com a sua própria, mostrando é possível descansar no amor do Pai mesmo em meio às circunstâncias mais difíceis.

Para que você fique por dentro da novidade, conversamos com Lisânias Moura. Em entrevista à MC, ele dá mais informações sobre seu mais recente livro, elucida maneiras de evitar que a fé enfraqueça nos momentos de luta e deixa uma mensagem edificante a todos os leitores, especialmente aqueles que se sentem decepcionados ou estão na “sala de espera de Deus”. Um conteúdo imperdível. Confira!

Mundo Cristão: A sala de espera de Deus. Quais realidades a “sala de espera” evoca? De que maneira o livro prepara, edifica e fortalece o leitor para lidar com esses tempos que todos acabam atravessando em algum momento da vida?

Lisânias Moura: A sala de espera de Deus procura associar certos conflitos da vida real com alguns princípios bíblicos que nos ajudam a enfrentar os momentos de aflição. Situações como: desapontamentos, dores inesperadas, o aparente silêncio de Deus, a violência contra o nosso ser e a falta de esperança são alguns dos tópicos tratados com muita transparência e honestidade. Ao mesmo tempo que a obra mostra como uma pessoa pode lidar com essas realidades da vida, sem triunfalismo e sem negar as emoções, A sala de espera de Deus aponta que, apesar de passarmos por dores e desapontamentos inevitáveis, existe um Deus que sempre abre caminhos de saída quando nos sentimos abandonados ou encurralados pelas dores da jornada.

O livro fala sobre “o caminho do desespero para a esperança”. O que diria a quem neste exato momento está em pleno desespero e não consegue enxergar uma saída para sua situação? 

Duas coisas simples, mas profundas. Primeiro, Deus está sempre pronto para nos acolher nos momentos de desespero, sejam quais eles forem. Segundo, Deus tem sempre uma forma de nos suprir quando o desespero vem, ele nos dá força emocional e direção. Creia que Deus intervém para levá-lo do desespero à esperança.

Além de diversos casos reais, o senhor utiliza o relato bíblico de Habacuque como pano de fundo em toda a obra. De que forma esse conjunto de histórias torna a leitura uma experiência enriquecedora, especialmente para quem está enfrentando uma circunstância difícil?

Mesmo sendo um profeta e homem de Deus, o profeta Habacuque era um homem como nós. Ele expressou para Deus seus desapontamentos em relação ao próprio Deus! Ele trouxe à tona suas perguntas existenciais, lidou com o medo, viu que nem sempre suas orações foram respondidas como ele gostaria. Essas são experiências que também são comuns a nós. Do mesmo modo como Deus não rejeitou as expressões de dúvida e medo do profeta, ele tampouco nos abandona em nossas questões existências e situações da vida diária. Além de não nos abandonar, Deus nos capacita para lidar com o que aflige nossa alma e nos leva ao desespero. Da perspectiva do ser humano, Deus pode parecer demorado, mas é na “sala de espera” de Deus que descobrimos como ele nos ama e nos socorre.

De que forma o cristão deve encarar as lutas, as dores e o sofrimento sem deixar que seu coração endureça e sua fé em um Deus bom enfraqueça?

Creio que não há uma regra ou receita. Deus está sempre ao nosso lado em qualquer tipo de luta. O que não podemos esquecer é que, mesmo quando parece silencioso e distante, ele está trabalhando em nós. Assim sendo, o modelo de vida de Habacuque nos inspira. O profeta expressou suas dores, confessou sua impotência, mas resolveu confiar em Deus dia a dia.

O que diria a quem se decepcionou com Deus e abandonou a comunhão com o Senhor por causa de alguma experiência dolorosa? De que forma a leitura de A sala de espera de Deus pode ajudar quem está com o coração descrente e ferido?

Primeiro, essa pessoa deve ser acolhida e ouvida com todas as suas dores e decepções, sem que seja julgada, pois é assim que Deus nos trata quando estamos “distantes dele”. A seguir, precisa ser encorajada a admitir que algumas experiências da vida nunca serão fáceis de aceitar, mas Deus nos aceita em nossas dúvidas e sensações de decepção em relação a ele. Daí, deve crer que as dores serão transformadas em contentamento e conforto, na medida que resolve colocar seus olhos em Deus novamente.

O que os leitores podem esperar da obra?

Uma história real de alguém que se sentiu esquecido e abandonado em suas dores, mas descobriu que, mesmo que a vida seja muitas vezes dolorosa, o amor de Deus faz com que nos sintamos capacitados e cheios de esperança. Dessa forma, o leitor perceberá que a história do livro tem muito a ver com a experiência de nossa própria caminhada, levando-o a vivenciar o amor de Deus e a crer num amanhã melhor Em outras palavras, o leitor descobrirá que Deus pode levá-lo do desespero para a esperança.

A sala de espera de Deus é o seu segundo livro lançado pela MC. Qual é o sentimento que tem ao apresentar aos leitores brasileiros mais uma obra de sua autoria?

Tenho um sentimento de gratidão a Deus pela Mundo Cristão. A equipe da editora me encoraja a escrever. Com isso, me proporciona a alegria de repartir de uma maneira muito especial aquilo que tenho aprendido ou procurado aprender com Deus, seja na “sala de espera dele”, em momentos de alegria ou de dor ou em dias de fartura ou escassez.

Uma mensagem aos leitores, especialmente aqueles que estão “na sala de espera de Deus”.

Todos, indistintamente, nos encontraremos numa “sala de espera”. Quando estamos nesse lugar, Deus pode até parecer silencioso, mas no silêncio ele trabalha para transformar aquilo que pode ser desesperador em esperança e satisfação. Por isso, permaneça na “sala de espera” para ouvir e ver o que Deus fará, como ele transformará desespero em confiança. •

Conheça também:

Confiança Inabalável

Deus está no controle

Decepcionado com Deus

1 Comentário

  • Sergio
    Posted 26/01/2020 at 11:16

    Bom dia…
    Fui agraciado em receber o seu livro de um amigo, estou gostando muito.
    A correlação entre o relato Bíblico de Habacuque e nossos dias atuais, da uma dinâmica na leitura. Faz com que a gente queira ler o livro sem parar. Muito Bom. Vou procurar ler outros livros do Senhor.
    Obrigado

Deixe um comentário para Sergio Cancelar resposta