Skip to content Skip to footer

Quatro dicas para ler a Bíblia

Por J. I. Packer em trecho da Bíblia de estudo desafios de todo homem

Uma: antes de abrir sua Bíblia, lembre-se de que você está na presença de Deus. Lembre a si mesmo que ele é o principal autor das Escrituras e que você está em busca da proximidade que esperaria ter se estivesse abrindo uma carta de alguém que se importa com você. Lembre-se disso e pense nisso intencionalmente antes de fazer qualquer outra coisa. Então, peça a Deus que fale com você e abra-se para ouvi-lo enquanto lê. 

Duas: […] você deve ler a Bíblia inteira, e lê-la regularmente. Todos nós devemos nos familiarizar com o panorama completo das Escrituras e continuar lendo para trás e para a frente. Creio que algo como quatro capítulos por dia é um bom plano. Isso faz que você leia a Bíblia inteira em cerca de um ano. 

Três: concentre-se particularmente nos livros mais ricos. Isso é bem diferente do ponto dois. Há alguns livros da Bíblia que, por serem palavras de Deus a seu povo, têm conteúdo vitamínico mais rico do que outros. Os quatro evangelhos, nos quais você vê o Senhor em ação […] são os livros mais preciosos do mundo. Trata-se de livros da Bíblia que devem ser lidos com mais frequência do que quaisquer outros. Também penso que o Saltério deva ser lido regularmente, um ou dois salmos por dia, no mínimo. (Considere o salmo 119 um conjunto de 22 salmos de oito versículos cada para esse fim.) […] Você deve tentar encontrar no Saltério a condição do coração que se encaixa em sua experiência interior e se apropriar dela dia a dia. […] Não se desanime se você achar que fatores como exuberância, intensidade, mudanças repentinas de tema e total falta de inibição por parte dos salmistas são demais para você num primeiro momento. Aqueles homens tinham mais consciência de si mesmos e de Deus do que a maioria de nós, e é preciso tempo para ficarmos em pé de igualdade com eles […] 

Quatro: demore-se mais naqueles livros que falem a você de maneira especial. Um dos livros que passei a considerar maravilhosamente enriquecedor para ser lido repetidas vezes é a carta de Paulo aos Romanos. A maneira de Paulo fechar suas ideias é um modelo de como deve ser um estudo sistemático da atividade salvadora de Deus. Está tudo ali. O bispo de Antioquia no século 5, João Crisóstomo, pedia que, uma vez por semana, uma pessoa lesse a carta aos Romanos em voz alta para ele. Entendo a razão disso. 

Vamos repetir para efeito de fixação. 

Um: entre humildemente na presença de Deus.

Dois: leia a Bíblia toda, de maneira geral.

Três: concentre-se nos livros mais ricos — entre os quais, considero de importância especial os evangelhos e Salmos.

Quatro: demore-se mais nos livros que lhe falem mais em termos individuais.

Deixe um comentário