Skip to content Skip to footer

Quem foi Dietrich Bonhoeffer (1906–1945)?

Saiba mais sobre esse importante nome do cristianismo ao ler um trecho de “Heróis da Igreja: A Era Contemporânea”

Trecho de Heróis da Igreja: A Era Contemporânea

Na madrugada de 9 de abril de 1945, Dietrich Bonhoeffer “foi levado nu até o pátio de execuções” da prisão de Flossenbürg, na Alemanha. “Os guardas o ridicularizaram e desprezaram. Aos pés do cadafalso”, Bonhoeffer ajoelhou e orou. “Então, subiu os degraus até a forca”, onde morreu cerca de trinta minutos depois, asfixiado por um nó de corda de piano (Bonhoefferblog). Ele ainda é uma voz profética para a igreja e para o mundo, bem como um notável exemplo de fé cristã levada às últimas consequências. A custosa oposição ao regime nazista, a afiada percepção acerca das implicações do discipulado cristão, o desvelamento do cristianismo superficial e a habilidade de ajudar a igreja a traçar uma rota em meio ao Ocidente pós-cristão tornam Bonhoeffer um permanente pai da igreja.

Conheça o livro Discipulado, escrito por Dietrich Bonhoeffer

Dietrich nasceu em Breslau, Alemanha (agora Wrocław, Polônia), filho de Karl e Paula Bonhoeffer. O lar ofereceu solo fértil para seu crescimento religioso, intelectual, moral e estético. Em 1923, Bonhoeffer iniciou seus estudos de teologia na Universidade de Tübingen.

De 1929 a 1930, serviu como coadjutor (assistente de pároco) em uma congregação alemã em Barcelona, na Espanha, e, depois, como pastor de expatriados alemães. Em 1930, estudou no Union Theological Seminary, em Nova York. Participou da Abyssinian Baptist Church, no Harlem, congregação a que foi atraído pelo louvor caloroso e convicto, pelas canções afro-americanas e pela pregação de Adam Clayton Powell.

Tendo o nazismo se descortinado por toda a Alemanha, Bonhoeffer cogitou não retornar mais para lá. Então, foi repreendido por seu mentor, Karl Barth, que lhe disse que, se não se dispusesse a sofrer com seu povo, não deveria crer que fosse capaz de ajudar a reconstruí-lo.

Bonhoeffer foi um dos principais líderes da Igreja Confessante, que se opunha ao nazismo e que, sob a orientação de Barth, elaborou a Declaração de Barmen, de 1934, cujos signatários se recusavam a submeter a Palavra de Deus ao controle nazista.

Em 5 de abril de 1943, dois agentes da Gestapo chegaram à casa dos pais de Bonhoeffer para detê-lo por suspeita de atuação na resistência alemã. Na ocasião, Bonhoeffer já estava envolvido em um esquema para matar Hitler, embora não se soubesse disso à época.

Leia em nosso blogue: Bonhoeffer x Hitler

Ficou um ano e meio encarcerado na prisão militar de Tegel, em Berlim, onde aguardou julgamento. Fracassada a tentativa de assassinato de Hitler em 20 de julho de 1944, documentos da Abwehr (serviço de inteligência do exército alemão) acusaram Bonhoeffer de ter tomado parte na conspiração. Ele foi transferido para o presídio de segurança máxima da Gestapo; depois, para o campo de concentração de Buchenwald; e, finalmente, de lá para Flossenbürg, onde foi executado.

Heróis da igreja: grandes nomes da história do cristianismo: a era contemporânea. Editado por Al Truesdale. 1. ed. – São Paulo: Mundo Cristão, Pgs 136 e 137.

Fique por dentro!

Deseja saber mais sobre Dietrich Bonhoeffer? Adquira já o Box Heróis da Igreja. No livro A Era Contemporânea, parte integrante da coleção, você poderá ler textos célebres do autor, além de sugestões de passagens bíblicas adicionais para reflexão.

Sobre o Box Heróis da Igreja

Heróis da Igreja percorre dois milênios de uma história vibrante e comovente, protagonizada por homens e mulheres que deixaram sua marca como testemunhas de Cristo em momentos dramáticos e cruciais para o povo de Deus.

A coleção apresenta, de maneira didática e motivadora, a vida daqueles que a tradição cristã decidiu nomear como heróis. Mais do que apenas um relato sobre as principais personagens da história da Igreja, você encontrará textos escritos por eles e por elas, cujo conteúdo é de alto valor devocional.

O box está dividido em cinco volumes, representando cinco eras: A Era Primitiva, A Era Medieval, A Era da Reforma, A Era Moderna e A Era Contemporânea.

Leia também:

5 razões pelas quais você deve ler “Discipulado”, escrito por Dietrich Bonhoeffer

Outros livros lançados pela MC:

O livro dos Mártires

O Peregrino

Ortodoxia

Box – Clássicos da Literatura Cristã

Deixe um comentário