Skip to content Skip to footer

Pare de ser um cristão acomodado!

Clique aqui e lhe explicaremos como mudar de atitude

Existem cristãos acomodados. Será que você é um deles?

Para saber a resposta, basta analisar sua postura diária em relação à fé que professa. Você é uma pessoa ativa ao viver o cristianismo ou sempre arranja uma desculpa para justificar um testemunho pessoal descompromissado com a Palavra?

Fé demanda ação. “Tal como o corpo está morto quando não há espírito nele, assim também a fé está morta se não for acompanhada de boas obras” (Tg 2.26).

Embora sejamos salvos pela graça, por meio da fé (Ef 2.8), não podemos nos esquecer de que Jesus se deu a si mesmo por nós, a fim de livrar-nos dos nossos pecados e nos purificar, para fazer de nós o seu próprio povo, dedicado a fazer boas obras (Tito 2.14).

Quando fazemos o bem, refletimos o amor de Cristo e agimos de acordo com a vontade de Pai.

Fazemos… agimos… reparou esses verbos? O que eles denotam? Ação!

Além deles, e porque cremos, podemos adicionar outros verbos à prática cristã… oramos, jejuamos, lemos a Bíblia, louvamos, evangelizamos, cultuamos…  Não vivemos uma fé apática e indiferente, mas nos dedicamos às atividades que nos fortalecerão na caminhada.

É grande o número de pessoas, por exemplo, que dependem apenas do pastor, durante o culto de domingo, para ouvir a Palavra de Deus.

Elas nunca pausam as suas agendas para dedicar tempo de qualidade à leitura das Escrituras. Assim que termina a celebração dominical, a Bíblia delas fica esquecida numa prateleira até o próximo fim de semana.

Assim que termina a celebração dominical, a Bíblia delas fica esquecida numa prateleira até o próximo fim de semana.

O mesmo se aplica à oração. Muitos não oram como deveriam e se ocupam com prioridades “mais urgentes”.

É por essa razão que existem tantos cristãos vacilantes e réprobos, que vivem a fé apenas da boca para fora. O maior perigo da displicência em relação ao conhecimento da Palavra é deixar-se levar pelo pecado, ser apenas um cristão nominal, ser morno.

“Ao anjo da igreja de Laodiceia escreva esta carta: Esta mensagem vem daquele que permanece firme, a testemunha fiel e verdadeira, a fonte primitiva da criação de Deus: Eu conheço bem as suas obras, sei que você não é quente nem frio; eu desejaria que você fosse ou uma coisa ou outra! Porém já que você é meramente morno, eu estou a ponto de cuspir você da minha boca!” (Ap. 3.14-16).

Acomodação, mornidão, indiferença e apatia andam de mãos dadas com o cristão relaxado que não assume o compromisso de viver diligentemente os preceitos da Palavra. Ele permanece em águas rasas e nunca trafega para um nível mais profundo no relacionamento com Deus. Obviamente, perde muito com isso.

Se você é um cristão acomodado, saiba que é hora de mudar! Mas para isso é preciso fazer um esforço. De que forma poderia acrescentar a leitura da Bíblia em suas atividades cotidianas? E a oração? Seria possível acrescentar também o jejum, a pregação do Evangelho, a ajuda aos necessitados? Como poderia reorganizar seu dia a dia?

Pense nisso com seriedade. Feito o diagnóstico, aja em direção a uma mudança consistente em sua prática de fé.

Não se contente em estar aquém de tudo o que você pode experimentar… viva o cristianismo de forma consistente, observando os preceitos da Palavra. Assim, colherá frutos abundantes em sua vida: paz que excede todo o entendimento, uma prática de oração poderosa, habilidade para resistir ao diabo, força frente às tentações, sabedoria abundante…

e mais, muito mais!

Leia também:

Compartilhe sua fé por meio de seu comportamento

Conheça!

Louco amor

Jesus é____.

30 dias para tornar-se uma mulher de oração

Deixe um comentário