Skip to content Skip to footer

“Semear para transformar”

O exemplo inspirador de uma pequena comunidade cristã em Primavera do Leste, no Mato Grosso

Em Beirute, conheci um refugiado iraquiano que acabara de chegar à cidade com a família. Saíram do Iraque às pressas para escapar das autoridades muçulmanas após sua conversão a Cristo. P

erguntei sobre como havia se convertido, pois não existia nenhum outro cristão em sua vila no Iraque. “Consegui clandestinamente um Novo Testamento”, ele revelou. “Li de uma sentada, entendi a mensagem, e cai de joelhos diante do Senhor Jesus.”

Nem sempre é necessário o evangelismo pessoal ou a pregação para que uma pessoa se dê conta de sua condição espiritual e entregue-se a Cristo. Basta a presença de uma Bíblia. Ela contém toda a palavra revelada de Deus, e nenhuma outra palavra é necessária.

No interior do Mato Grosso, na cidade de Primavera do Leste, há uma pequena igreja que acredita nisso. Nos últimos dois anos a congregação comprou e distribuiu mais de 60mil Bíblias em viagens missionárias para diversas partes do Brasil, algumas a milhares de quilômetros da cidade. Para conseguir os recursos para a compra dessas Bíblias, venderam terrenos e veículos.

Em julho, viajei com Marcelo Martins, gerente comercial da Mundo Cristão, para conhecer essa notável igreja, a Comunidade Cristã Maranata. Seu visionário líder, Pr. David Ramos, explicou que a igreja sentiu-se chamada para ajudar a evangelizar o Brasil: “Vivemos num país abençoado, mas não sabemos até quando teremos tempo ou liberdade para semear a Palavra.”Essa percepção de urgência alastrou-se entre a congregação, que participa ativamente da campanha.

Em todos os meus anos de produção e distribuição de Bíblias, nunca vi um esforço tão arrojado e descomunal, um sonho tão inabalável a serviço de um espírito de ministério. Isso tudo no âmago de uma igreja de menos de 150 membros de bens modestos.       

Conversei com Sr. Marivaldo, um dos membros da congregação que viaja para ajudar na distribuição das Bíblias. “Chorei muito durante a primeira viagem, pois, pela primeira vez, pude compreender o valor da Bíblia para as pessoas. Viajamos para a minha terra natal, o Piauí, e testemunhei o poder de transformação que a Palavra de Deus possui. Fiquei pasmo ao ver a sede pela Bíblia nas portas de um presídio que visitamos.”

A maior parte das Bíblias distribuídas é da versão Nova Bíblia Viva, uma paráfrase de fácil compreensão, entre moradores das vilas e dos povoados onde ocorre a distribuição. Com o lançamento da Nova Versão Transformadora (NVT), a Maranata agora passa a priorizar essa nova tradução. Recentemente, fez a primeira encomenda de quase 7 mil exemplares. A disponibilidade da NVT motivou uma nova fase da campanha de distribuição, que passará a ser conhecida como “Semear para Transformar.”

“Percebemos que a NVT também é fácil de compreender” disse Pr. David. “Além disso, é, de fato, uma tradução plena. A NVT será o foco da nossa semeadura no futuro.”

A distribuição das Bíblias não faz parte de nenhuma ação da igreja no sentido de arrecadar fundos ou de atrair novos frequentadores. Nessa comunidade situada em meio ao agronegócio, sua visão é fruto do espírito de serviço e da disposição em obedecer às passagens bíblicas que falam da urgência da colheita de almas.

“Estejam também sempre preparados, pois o Filho do Homem virá quando menos esperam.” (Mt 24.44, NVT)

Mark CarpenterPresidente da Editora Mundo Cristão 

Você também vai gostar de ler:

Uma nova reforma – conheça os bastidores da obra

O que vem por aí em 2017

O papel do auxiliar editorial

Obras nacionais e o fomento do pensamento cristão brasileiro?

Como é o processo de criação de capas de livros

Dicas para freelancers e profissionais que trabalham em home-office

Deixe um comentário